Procon Goiás autua empresa por diferenciação de preço por gênero

Autarquia iniciou fiscalização neste fim de semana em todo território goiano

Os agentes fiscais do Procon Goiás iniciaram neste fim de semana a fiscalização da venda de ingressos de 23 shows agendados, por meio da internet, para o Estado de Goiás. A realização de todos esses eventos está prevista para ainda este ano, em sete cidades.

Durante o monitoramento, ficou constatado que apenas um dos 23 eventos verificados cobra valores diferenciados para o público masculino e feminino. A empresa responsável foi autuada e tem o prazo de dez dias para apresentar defesa junto ao Procon Goiás.

A fiscalização ocorre em cumprimento à Recomendação Conjunta expedida, no último dia 28, pelo Procon Goiás, Ministério Público de Goiás e o Procon Goiânia, que orienta os estabelecimentos de lazer, cultura e entretenimento, e produtores de eventos em Goiás a não cobrar valores diferenciados de ingressos para homens e mulheres e a evitarem qualquer tipo de cobrança discriminatória em virtude do gênero.

Durante toda esta semana o Procon Goiás prossegue com as fiscalizações, que passam a ser também presenciais.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.