Procon Goiânia faz operação para coibir abuso de preços em postos de combustíveis

Postos serão fiscalizados, notificados e se constatado o abuso de preço serão autuados com multa que pode chegar a R$ 10 milhões

Fiscalização em postos de combustíveis | Foto: Divulgação

Após a Petrobras anunciar reajuste nos preços da gasolina e do diesel para as distribuidoras, o Procon Goiânia iniciou nesta terça-feira, 26, fiscalização nos postos de combustíveis para verificar se há prática abusiva no repasse para o consumidor. Nesta manhã, os fiscais já notificaram postos localizados no Setor Central, Sul, Aeroporto, Parque Amazônia, Eldorado e Bueno.

Segundo a presidente do Procon Goiânia, Carolina Pereira, durante a operação os fiscais solicitam as notas fiscais de venda e compra dos combustíveis do começo do mês de outubro para fazer a comparação dos preços.

“Neste primeiro momento, os postos serão notificados. Eles terão um prazo de 24 horas para encaminhar os documentos para o departamento de cálculo do Procon. Se constatada o abuso de preço serão autuados com multa que pode chegar a  R$ 10 milhões. O valor depende do porte econômico e faturamento da empresa”, explica a presidente.

O consumidor pode denunciar preços abusivos por meio do telefone 3524-2942 ou aplicativo Prefeitura 24 horas. Os preços dos combustíveis na capital são monitorados periodicamente pelo Procon Goiânia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.