Primeiro Túnel de Vento brasileiro feito para estudos é inaugurado em Aparecida

Empreendimento da Furnas é resultado de projeto de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P&D+I) da empresa e contou com investimento de R$ 5 milhões

Foto: divulgação

A Furnas, empresa do governo federal que administra um complexo de 21 usinas de energia, lançou nesta terça-feira, 11, o primeiro Túnel de Vento do país voltado para estudos e pesquisas da geração de energia eólica. Instalado em Aparecida de Goiânia, o empreendimento foi inaugurado com a presença do Diretor de Engenharia da empresa, Claudio Motta.

O Túnel de Vento de Furnas possui 27 metros de comprimento e foi construído durante um ano. É resultado do projeto de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P&D+I) da empresa e contou com investimentos de R$ 5 milhões.

Foto: divulgação

“O objetivo é estudar as estruturas necessárias para a geração de energia e submetê-las à ação do vento. Esses testes, no caso de Furnas, visam principalmente equipamentos e estruturas para geração de energia eólica”, destaca Renato Cabral, Gerente de Serviço e Suporte Tecnológico da empresa.

No túnel será possível mostrar a incidência do vento em equipamentos e torres dos parques eólicos, por meio de modelos reduzidos, para avaliar o comportamento do vento passando pelas estruturas, em sua potência real ou máxima, e como são impactadas. Desta forma, os profissionais conseguirão analisar a movimentação dos ventos e, assim, aprimorar a qualidade dos equipamentos, hélices e torres, para o melhor aproveitamento de cada unidade.

Pioneirismo

A empresa é a primeira do setor de energia a investir neste tipo de projeto que será decisivo para o desenvolvimento de pesquisas de integração da energia eólica com a geração nas hidrelétricas da estatal.

“Os estudos permitirão melhorar a qualidade dessas estruturas para oferta de energia eólica e otimizar o comportamento dos equipamentos em situações próximas da realidade. Será possível simular o que ocorrerá em casos extremos, onde o vento é um dos principais aspectos que deverão ser conhecidos”, ressalta Cabral. Segundo ele, o equipamento também poderá ser utilizado para testar outras estruturas que sofrem a ação direta do vento, como torres e edifícios.

Durante a cerimônia de inauguração do túnel de vento, também será realizado o Workshop “Energia Eólica – Ameaças e Oportunidades”, onde representantes de FURNAS apresentarão as funcionalidades e aplicabilidades do equipamento. Na ocasião, especialistas do setor debaterão sobre perspectivas mercadológicas, técnicas, tecnológicas e científicas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.