Presidente da Fecomércio diz que não há decisão sobre fechamento de escolas

Se mantiver as escolas manterá a capacidade de 30%, aponta Marcelo Baiocchi

Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

O presidente da Federação do Comércio de Goiás (Fecomércio), Marcelo Baiocchi, disse em entrevista ao Jornal Opção que não há decisão sobre fechamento de escolas. No entanto, em reunião autoridades de saúde entendem que o ambiente escolar tem menor poder de contaminação por ser um ambiente controlado.

Baiocchi participou da reunião na tarde desta sexta-feira, 26, com o governador Ronaldo Caiado (DEM) e prefeitos da Região Metropolitana para definição das medidas a serem adotadas para combate à Covid-19. A avaliação, neste primeiro momento, é que as escolas devem manter a capacidade de 30%.

Já o transporte coletivo é considerado um problema técnico que a Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC) e a Câmara Deliberativa (CDTC) irão definir. No entanto, é provável que diminuindo a circulação de pessoas, haverá diminuição na lotação dos ônibus.

No encontro, entretanto, não houve sinalização do governo de Goiás e da prefeitura de Goiânia sobre apoio ou subsídios aos comerciantes devido ao fechamento. “Mas na primeira onda da pandemia, infelizmente, não tivemos um apoio efetivo, principalmente da prefeitura. Era outro governo, mas o secretário de finanças é o mesmo. Então, não esperamos muito apoio aos comerciantes”, avalia Baiocchi.

Secretários de saúde e equipe técnica se reúnem na noite desta sexta para definir detalhes do decreto a ser apresentado na tarde de sábado, 27.

Apoio

Baiocchi manifestou apoio, em vídeo divulgado nesta sexta-feira, 26, ao fechamento das atividades consideradas não essenciais durante sete dias na Região Metropolitana.

No registro, ele afirma que os empresários querem que as atividades comerciais continuem em funcionamento. No entanto, o avanço da Covid-19 no estado, sobretudo na Região Metropolitana, impõe restrições.

“É um momento difícil. Nós empresário, comércio, serviço, turismo, queremos deixar tudo funcionando, mas infelizmente os números não permitem”, aponta.

Marcelo Baiocchi participou de reunião na tarde desta sexta, com o governador Ronaldo Caiado (DEM) e prefeitos da Região Metropolitana para definição das medidas a serem adotadas para combate à Covid-19. No encontro, os prefeitos mostraram dados do avanço da doença, além das taxas de ocupação de leitos, que aproximam do colapso.

“Fica o meu apelo para que as pessoas tenham consciência de manter o distanciamento, usar máscaras, álcool. Se não fizermos isso o vírus vai trazer mais dificuldade”, salienta.

“Aqueles que tiverem no grupo de vacinação se vacinem. Pois é a única arma que temos para, definitivamente, podermos combater esse vírus”, continua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.