Antes dele, na próxima segunda, 19, o presidente do Sifaeg, André Rocha, participa de oitivas da comissão

Nesta próxima segunda, 19, conforme determinado em reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Incentivos Fiscais do último dia 12, André Rocha, presidente do Sindicato da Indústria de Fabricação de Álcool do Estado de Goiás (Sifaeg), participará de oitivas com os parlamentares da CPI. O encontro ocorre às 15h.

Conforme o presidente da Comissão, Álvaro Guimarães (DEM), o próprio André propôs sua ida à CPI. O democrata explica que não há suspeita contra o sindicalista e sua presença servirá como auxílio à comissão. “Ele irá representando os usineiros, pois tem conhecimento de todas as empresas. Às vezes, com suas explicações, outros usineiros nem precisarão ir”, justificou.

Álvaro também informou que, na outra segunda, 26, está confirmada também, a presenta Carlos Alberto de Oliveira Andrade, fundador da Caoa, de Anápolis, para fins de esclarecimentos. A meta, segundo Guimarães é que, posteriormente, ocorram duas oitivas por semana. O deputado estima que, em novembro, a CPI esteja finalizada.

“Nossa expectativa é que as coisas estejam regulares. Mas temos informações de empresas que receberam incentivos e não cumpriram a contrapartida”, adiantou sem entrar em detalhes. “Aquelas que estiverem sonegando impostos e usando dinheiro público do Estado terão problemas”.

Segundo o presidente da CPI, no mínimo 20 representantes de empresas serão convocados para oitivas.