Prefeitura quer receber mais de R$ 4 bilhões de grandes devedores

Maiores devedores são empresas públicas, de leasing e de telecomunicações. De março até o momento, Secretaria de Finanças conseguiu recuperar R$ 8 milhões

Jeovalter Correia: "A prefeitura perdeu a paciência" | Foto: Laura Machado/Jornal Opção

Jeovalter Correia: “A prefeitura perdeu a paciência” | Foto: Laura Machado/Jornal Opção

Com o objetivo de combater a inadimplência fiscal em Goiânia, a Secretaria de Finanças deflagrou nesta terça-feira (23/6) a Operação Blue Chips. O alvo está sobre os maiores devedores, que deixaram de pagar mais de R$ 4 bilhões em Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) e Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) à prefeitura.

Os 108 maiores devedores de ISS acumulam um débito de mais de R$ 2 bilhões com a prefeitura. São eles empresas públicas, de leasing, telecomunicações, tecnologia da informação, construção, órgãos públicos e bancos.

Jeovalter Correia, secretário de Finanças, afirma que há dívidas que se arrastam desde 2003 e alega que a negociação com os grandes devedores é mais complicada do que com os menores. “A prefeitura perdeu a paciência”, disse.

Hoje, cerca de 680 mil cidadãos devem mais de R$ 5 bilhões ao município. A carteira da Dívida Ativa conta com 8 milhões de títulos, entre impostos e taxas. As cobranças começaram a ser feitas em março deste ano e desde então R$ 8 milhões foram recuperados aos cofres públicos.

A operação conta ainda com a criação da gerência de inteligência fiscal, que vai monitorar as grandes empresas, e da Superintendência de Cobrança da Dívida. O nome “Blue Chips” faz referência à ficha azul do pôquer, que é a de maior valor. Esse termo é também usado para empresas que possuem as ações mais caras na Bolsa de Valores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.