Prefeito e vice de Cachoeira Alta têm mandatos cassados

Defesa da coligação “de Mãos Dadas Com o Povo” recorrerá, e alega que sentença se baseou no depoimento de apenas uma pessoa que tem histórico com o candidato opositor

Defesa de Rodrigo Miranda Mendonça alega perseguição de opositores | Foto: Reprodução

Neste domingo, 21, o Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO) concluiu a investigação judicial eleitoral que apurava a denúncia de compra de votos pela Coligação de Mãos Dadas Com o Povo, vencedora das eleições de 2020 em Cachoeira Alta. A sentença do juiz eleitoral Filipe Luís Peruca  foi a cassação do mandato do prefeito Dr. Rodrigo Miranda Mendonça (PDT) e do vice, Eduardo Correa de Almeida (PODE). 

Além da perda de mandato, a decisão publicada também imputa multa de R$ 50 mil e inelegibilidade de oito anos para Rodrigo Miranda Mendonça; e multa de R$ 30 mil e inelegibilidade de seis anos para Eduardo Correa de Almeida. A denúncia, que tem autoria do promotor eleitoral do Estado, afirmou que, em troca de votos, a coligação vencedora distribuiu combustível, dinheiro, vantagens econômicas (como pagamento de carteira de habilitação) e até ração para cachorro.

Dyogo Crosara, advogado de defesa do prefeito de Cachoeira Alta, afirmou que recebe com muita tranquilidade a sentença proferida pelo juiz eleitoral. “Na verdade, os fatos alegados não estão provados. A sentença se baseia em meros depoimentos contraditórios que não têm nenhuma relevância para o processo eleitoral. Condenar com base apenas no depoimento de uma pessoa, sem considerar que essa pessoa tem um histórico com o candidato adversário – isso é insuficiente para afastar o resultado das urnas”. 

Nota à imprensa enviada pelos assessores de Rodrigo Miranda Mendonça afirma: “Informamos que a defesa de Rodrigo já interpôs no Tribunal Regional Eleitoral os recursos cabíveis e enviou provas para provar sua inocência. Certa e confiante de que a justiça será feita baseada em fatos verídicos e não somente em depoimentos que contradizem com a realidade e perseguição de opositores ao progresso de Cachoeira Alta, tendo plena certeza que esse resultado da sentença será revertido e a população tranquilizada tendo seu prefeito escolhido ocupando seu cargo até o final do seu mandato.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.