Membros da Casa foram comunicados da decisão pouco antes do repasse à imprensa da informação, que tem ligação com atos antidemocráticos 

A presidência do Senado Federal anunciou na noite desta terça-feira, 7, o cancelamento das sessões deliberativas remotas e as reuniões de comissões que ocorreriam nos próximos dois dias.

O anúncio, feito pelo presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), vem após os atos antidemocráticos ocorridos neste feriado e que contaram com a participação do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). O temor é pela segurança nos dias seguintes ao evento, que teve público aquém do esperado em Brasília.

Segundo primeiras apurações, os parlamentares foram comunicados pouco antes da decisão. Haveria duas sessões deliberativas em plenário e outras duas em comissões (Meio Ambiente e Covid-19).

Em São Paulo, Bolsonaro chegou a dizer que não mais respeitará as decisões do ministro Alexandre de Moraes. A situação acirrou os ânimos no Congresso e o impeachment voltou à pauta.