Por crimes sexuais, Justiça coloca João de Deus como réu pela 2ª vez

Médium já havia se tornado réu por crimes de abusos sexuais a sete dias

João de Deus se tornou réu pela segunda vez por abusos sexuais nesta quarta-feira, 16. A decisão foi da Justiça de Abadiânia, que aceitou mais uma denúncia contra o médium, que ser tornou réu pela primeira vez no último dia 9. No processo, que possui relato de 13 vítimas, cinco casos devem ser julgados.

A denúncia oferecida pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) pede nova prisão para o médium e pelos crimes de estupro de vulnerável e abuso sexual mediante fraude durante atendimentos espirituais realizados em Abadiânia. Os relatos das vítimas atribuem abusos que teriam sido cometidos desde os anos 90 até julho de 2018. Preso há um mês, João e sua defesa negam os crimes.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.