Por conta de crise de imagem, Facebook muda seu nome para Meta

Agora a rede se autodenomina como “uma empresa de tecnologia social”

Avatar de Mark Zuckerberg em apresentação do metaverso / Reprodução/Facebook

Nesta quinta-feira, 28, durante o evento Facebook Connect, o empresário Mark Zuckerberg anunciou que a empresa Facebook, que é dona do Instagram, WhatsApp e Oculus, passará a se chamar Meta. Mudança seria em decorrência da crise de imagem enfrentada pela gigante do entretenimento.

A rede social Facebook continuará com o mesmo nome. O que muda é o nome da empresa Facebook Papers. O nome Meta remete a metaverso, a todas as tecnologias que a empresa reúne. Segundo Zuckerberg,  “hoje, somos vistos como uma empresa de redes sociais. Mas em nosso DNA somos uma empresa que cria tecnologia para conectar pessoas. E o metaverso é a próxima fronteira, tal como as redes sociais eram quando começamos”.

As novidades do metaverso são diversas, incluindo a possibilidade de usar o Messenger para fazer chamadas em realidade virtual. As pessoas também poderão vender bens virtuais em uma loja virtual, além do sistema de jogos em realidade virtual chamado Oculus Quest.

“O metaverso funcionará como uma combinação híbrida das experiências sociais online atuais, às vezes expandido em três dimensões ou se projetando no mundo físico. Ele permitirá que você compartilhe experiências imersivas com outras pessoas mesmo quando vocês não puderem estar juntos, e fazer coisas que não poderiam fazer juntos no mundo físico”, disse em nota a Meta.

A Meta deixou claro que o anúncio não muda a maneira como usam ou compartilham dados do sistema financeiro da plataforma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.