Policial acusado de matar jovem durante show na pecuária é absolvido por júri popular

Luan Vitor de Oliveira Souza tinha 20 anos e morreu durante show do Lucas Lucco em 2013. Júri entendeu que o policial agiu em legítima defesa

O júri popular absolveu, nesta segunda-feira (4/12), o policial civil Levy Moura de Sousa, acusado de matar Luan Vitor de Oliveira Souza com um tiro no peito na pecuária de Goiânia durante show do cantor Lucas Lucco. A audiência foi realizada no Fórum do Setor Oeste, em Goiânia.

O caso aconteceu durante a 68º Exposição Agropecuária de Goiânia, em maio de 2013. O crime foi registrado por câmeras de segurança e o conselho de sentença entendeu a ação do policial foi em legítima defesa.

Na época, Levy chegou a cumprir um mandado de prisão preventivo.  Ele alegava que tinha agido em legítima defesa contra um suposto assalto contra sua namorada, enquanto amigos de Luan Vitor negaram que ele tivesse qualquer envolvimento com crimes.

Testemunhas também falaram de um possível crime passional. A vítima não tinha passagens pela polícia e uma possível segunda arma não foi localizada. Um amigo de Luan, Eduardo Batista da Silva, de 20 anos, chegou a ser detido e autuado em flagrante na central de flagrantes da Polícia Militar instalada no Parque de Exposições. Pela versão de Levy a tentativa de assalto foi cometida pelos dois jovens.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.