Polícia vai investigar clínica de reabilitação após denúncia de tortura e estupro de internos

Pacientes fugiram do local e relataram abusos. Polícia Militar resgatou as vítimas, mas proprietários ainda não foram encontrados

A Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente (DPCA) de Anápolis vai investigar uma clínica de reabilitação em Anápolis depois que a Polícia Militar (PM), ao receber denúncia, fez uma operação de resgate no local. Na última sexta-feira (8/7), internos fugiram do local e relataram, além de péssimas condições de instalação, casos de tortura e até abuso sexual.

Entre os resgatados, segundo a Polícia Civil de Anápolis, havia inclusive adolescentes e, por isso, o caso ficou com a DPCA. Todos os internos já foram ouvidos, mas os responsáveis pela clínica ainda não foram encontrados.

No momento da prisão, apenas funcionários estavam no local, além dos mais de 40 pacientes que foram resgatados. Ainda de acordo com a PC, eles são dependentes de álcool e drogas.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.