Polícia usou espingarda para afastar invasores de avião de Marília Mendonça

Grupo tentou roubar pertences da cena da tragédia. Segundo os policiais que estavam de guarda, quatro homens desceram a encosta em direção ao avião

Quatro ladrões tentaram saquear avião de Marília Mendonça | foto: CBMMG

A polícia impediu que ladrões roubassem pertences das vítimas da queda do avião da cantora Marília Mendonça, que matou a artista e outras quatro pessoas, em Caratinga, na Região do Rio Doce, na última sexta-feira, 5. Além da cantora morreram o produtor Henrique Ribeiro; o tio e assessor da cantora, Abicieli Silveira Dias Filho; o piloto Geraldo Medeiros Júnior; e o copiloto Tarciso Pessoa Viana. A tentativa de roubo ocorreu de madrugada do último sábado, 11, e o local era vigiado por militares.

Desde o acidente, a Polícia Militar montou um esquema para vigiar o local do acidente, em primeiro lugar, para que não houve a desconfiguração do local onde o aparelho caiu, o que atrapalharia o trabalho dos peritos. Em segundo lugar, justamente para afugentar ladrões que poderiam querer tirar proveito da situação.

Na primeira noite, três policiais militares foram colocados de prontidão no local da queda do avião. Segundo os policiais que estavam de guarda, quatro homens desceram a encosta, em direção ao avião, um deles com uma lanterna na mão. A presença da polícia, porém,  parece não ter intimidado os ladrões, que desceram a cachoeira, aproveitando da escuridão, com o intuito e saquear o interior do avião.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.