Polícia prende adolescentes suspeitos de matar radialista em Goiás

Crime ocorreu na cidade de Edealina no dia 17 de janeiro

A Polícia Civil apreendeu nesta quinta-feira (1º/3), na cidade de Aragoiânia, dois adolescentes de 17 anos, apontados como os executores do crime que vitimou o radialista Jefferson Pureza, em 17 de janeiro, em Edealina.

Os mandados de apreensão dos menores foram cumpridos durante Operação Nuntius, por equipe da Polícia Civil de Guapó, coordenada pelo delegado Arthur Fleury, com o apoio do Grupo Tático 3.

Segundo o responsável pelas investigações, delegado Queops Barreto, um dos menores apreendidos efetuou os disparos que vitimou o radialista. Para tanto, teria recebido R$ 5 mil, mais a arma do crime.

O outro adolescente teria conduzido a motocicleta utilizada na ação, recebendo, para tanto, a quantia de R$ 2 mil. Ambos serão conduzidos, ainda nesta quinta, para a cidade de Edeia. O delegado Queops se pronunciará, em coletiva, apenas após a finalização do inquérito.

Conforme as investigações iniciais, o vereador José Eduardo Alves da Silva (PR), de 39 anos, é apontado como o mandante do assassinato. Segundo a polícia, o vereador teve duas motivações para orquestrar o crime, ocorrido em 17 de janeiro, dentro da casa da vítima: questões políticas e um relacionamento entre o radialista e a ex-mulher do político.

Deixe um comentário