Polícia não descarta participação de outras pessoas no assassinato de Ana Clara

Em coletiva de imprensa, forças policias detalham como foi ação que resultou na morte do suspeito

Coronel Edson Costa, secretário interino da SSPAP-GO durante a coletiva | Foto: Marcelo Gouveia

As polícias Civil e Militar concedem coletiva de imprensa, na tarde desta quarta-feira (22/2), para esclarecer a ação que culminou na morte do suposto assassino da menina Ana Clara, de sete anos, encontrada morta após desaparecer em Goiânia na última sexta (17).

Segundo informações da PM, Luís Carlos Costa Gonçalves, de 36 anos, foi morto por oficiais durante abordagem no Setor Carolina Parque, na capital. O suspeito teria agido de forma “violenta” contra as equipes, que responderam com tiros. Ele morreu no local.

Apesar de ser o principal suspeito do crime, a PC não descarta a possibilidade do envolvimento de outras pessoas. As investigações continuam e o inquérito ainda não foi concluído — expectativa é que dure 30 dias.

 

2 respostas para “Polícia não descarta participação de outras pessoas no assassinato de Ana Clara”

  1. Avatar Consuelo Rodrigues disse:

    Não traz Ana Clara de volta infelizmente, mas impedirá que outras sejam vítimas dessa crueldade. Parabéns à polícia pela ação e que Deus conforte o coração dos familiares e amigos da garotinha

  2. Avatar edneia disse:

    Realmente, impedirá q mais algum anjo passe por esse sofrimento, que não deve ter sido pouco…:/ Espero tbem q a polícia não tenha q ficar se explicando p causa desse monstro..aff

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.