Polícia flagra estabelecimento vendendo máscaras cirúrgicas a R$ 50, em Goiânia

Responsável pelo estabelecimento informou que revendia os produtos a “cinco, seis ou até sete vezes mais em relação ao valor normal” 

Foto: Reprodução

Um estabelecimento de comercialização de produtos medico-sanitários foi alvo de uma ação conjunta da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon) e do Procon Goiás na tarde da última quarta-feira, 18.

O local, que fica no Setor Aeroporto, estava praticando preços abusivos em produtos altamente procurados meio a pandemia do coronavírus,

De acordo com o que foi apurado, o responsável pelo negócio vendia máscaras cirúrgicas por até R$ 50,00 a unidade. No mercado regular o produto custa a partir de R$ 7,50.

Segundo o titular da especializada, delegado Gylson Ferreira, na ação, foram apreendidas ainda 31 caixas de álcool etílico, em sua maioria 70%. “Ao ser interrogado, o responsável pela loja informou que comprava as máscaras e o alcool 70% em estabelecimentos concorrentes. Depois ele revendia a valores que chegavam a cinco, seis ou sete vezes mais em relação ao valor normal”, explicou o delegado.

Conduzido à Decon, o responsável pelo ponto comercial foi enquadrado pelo crime de usura. A autoridade policial salienta que, de acordo com o dispositivo legal tipificador do delito, seu autor pode responder ao processo em liberdade e, por isso, o homem acabou solto após lavrar um Termo Circunstanciado de Ocorrência  (TCO).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.