Polícia Federal ouve suspeitos de hackearem celular de Moro

Suspeitos detidos na última terça-feira são interrogados na Superintendência da PF, em Brasília

Foto: Pedro França/Agência Senado

A Polícia Federal deu início ao interrogatório com os suspeitos de invadirem o celular do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e vazar informações relacionadas à Operação Lava Jato. Os quatro suspeitos foram detidos na última terça-feira, 23, e são interrogados pelas autoridades policiais na Superintendência da Polícia Federal, em Brasília.

Danilo Cristiano Marques, Gustavo Henrique Elias Santos, Suelen Priscila de Oliveira e Walter Delgatti Neto são investigados pela suposta prática de crime cibernético. A Agência Brasil divulgou, na tarde desta quinta-feira, 24, que o advogado do casal Gustavo e Suelen relatou à reportagem que ambos passaram a noite em uma sala de delegacia do aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília.

O portal de notícias publicou também a interpretação do defensor, Ariovaldo Moreira, sobre o cumprimento dos mandados de prisão: “Estou presumindo que a Suelen está presa por ser companheira do Gustavo. E que ele está aqui por ter certa relação de amizade com o Walter”, disse.

Relação de amizade

Gustavo nega qualquer envolvimento com o ato de interceptação. Porém, seu cliente revelou que teria recebido de Walter imagens que mostravam as conversas de Moro. Segundo o advogado, ele teria, inclusive, alertado o amigo de que isso poderia gerar algum problema no futuro. Gustavo, segundo o advogado, também não se recorda da data exata em que Walter teria compartilhado com ele as mensagens interceptadas no celular do ministro — à época juiz.

A Agência Brasil divulgou também que o defensor de Gustavo disse que seu cliente não denunciou Walter às autoridades devido a “relação de amizade” entre ambos.

Os mandados de prisão foram expedidos pelo Juiz Vallisney de Souza Oliveira, titular da 10ª Vara Federal de Brasília. Segundo o magistrado, a Polícia Federal identificou que Gustavo realizou movimentações financeiras, entre 18 de abril e 29 de junho, equivalentes a R$ 424 mil. Suelen teria movimentado pouco mais de R$ 200 mil no mesmo período. No entanto, o rendimento mensal de Gustavo é de R$ 2.866,00 e de Suelen R$ 2.192,00. (Com informações da Agência Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.