Polícia fecha laboratório de drogas e apreende mais de 620 mil comprimidos de ecstasy em Goiânia

Foram encontrados, ainda, 355 gramas da droga em pó. Operação pegou a maior quantidade de entorpecente da história de Goiás

Foto: divulgação / Polícia Federal

Quantidade de droga apreendida é histórica no Estado | Foto: Divulgação / Polícia Federal

A Polícia Federal, com o apoio da Polícia Militar do Estado de Goiás, apreendeu 627.495 comprimidos de uma variação do ecstasy na última sexta-feira (21/11), em Goiânia. A ação desarticulou um laboratório para produção de drogas sintéticas, onde foram encontrados ainda 355 gramas da droga moída e equipamentos de produção. Dois suspeitos foram presos.

Apesar da apreensão ter ocorrido há uma semana, só agora esta foi divulgada, pois aguardava laudos periciais para confirmar as substâncias dos comprimidos. De acordo com informações da PF, o entorpecente é composto por cafeína e anfetamina Clobenzorex, chamada de anfetamina do Paraguai, e causa dependência física e psíquica.

Diferentemente da versão “tradicional” do ecstasy, a variação não tem MDMA, o que a torna mais barata e consequentemente mais popular. No entanto, a polícia alerta que os riscos da droga são os mesmos e que é classificada como ilícita.

Deixe um comentário