Polícia Civil de Goiás deflagra operação que investigava esquema criminoso que sonegava o ICMS devido ao Estado

A Operação “Peneira De Vime” estima o valor da sonegação em cerca de R$ 100 milhões

Nesta quinta-feira, 11, a Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Ordem Tributária (DOT), em conjunto com a Secretaria de Estado da Economia (SECON), deflagrou a Operação “Peneira De Vime” que investigava um esquema criminoso criado por empresários para sonegar o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) devido ao Estado de Goiás pela venda de grãos, notadamente milho e soja, para outros estados.

O valor aproximado da sonegação já passa dos R$ 100 milhões. Os suspeitos fariam as vendas através de empresas de fachadas criadas em nomes de laranjas para dissimular os verdadeiros responsáveis pelo pagamento do tributo. Cerca de 17 empresas terão suas atividades suspensas e R$ 60 milhões das contas dos investigados serão bloqueados.

A polícia ainda irá cumprir 29 mandados de busca e apreensão, 07 mandados de prisão temporária nos estados do Mato Grosso, Pará, Tocantins e Distrito Federal, além de Goiás.

A Operação Peneira de Vime é resultado da investigação realizada por auditores fiscais da Gerência de Arrecadação e Fiscalização (GEAF) e Coordenação do Agronegócio da Economia (Coagro), que verificando a fraude requereram a intervenção policial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.