Poder executivo economiza R$83 milhões em oito meses com teletrabalho

Durante pandemia, houve redução de 41% nas despesas de custeio da administração estadual, comparado ao ano de 2019

Centro Administrativo Palácio Pedro Ludovico Teixeira | Foto: Divulgação

Com a implantação do teletrabalho no poder executivo, o governo do Estado conseguiu economizar, desde a segunda quinzena de março de 2020, R$83 milhões com despesas de custeio. Uma redução de 41% quando comparado com o mesmo período do ano passado (abril a agosto).

Antes da pandemia, entre os meses de janeiro a março, o executivo já havia conseguido uma economia de R$15 milhões na comparação com o primeiro trimestre de 2019. De acordo com dados da Secretaria do Estado da Administração, nos primeiros oito meses deste ano, o total economizado pelos cofres públicos foi de aproximadamente R$100 milhões.

A redução maior em valores absolutos corresponde ao consumo de água, esgoto e energia, que somam R$35 milhões, ou quase 49% a menos que no ano anterior. Também houve uma queda de 72% com gastos de materiais de expediente.

As despesas de custeio são referentes ao consumo de água e esgoto, energia elétrica, alimentação, compra de gêneros alimentícios, serviços de telefonia, materiais de expediente, combustíveis e viagens (diárias, passagens, hospedam e transporte).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.