PMDB comunica ao Senado o afastamento de Kátia Abreu por 60 dias

Senadora do Tocantins está impedida de exercer atividades partidárias até que conselho de ética do partido analise seu processo

Senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) | Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Na presidência da sessão Plenária desta sexta-feira (15/9), a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) leu ofício da presidência do PMDB que comunica o afastamento da senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) das funções partidárias por 60 dias.

A suspensão foi decidida em reunião da Comissão Executiva Nacional do PMDB realizada na quarta-feira (13). O documento é assinado pelo presidente do partido, senador Romero Jucá (PMDB-RR). De acordo com a decisão, a senadora ficará afastada de suas atividades partidárias e de eventuais funções diretivas partidárias.

Segundo o presidente da legenda, o afastamento é para aguardar a decisão do Conselho de Ética do partido, que analisa o processo contra a senadora por ter ferido a ética e a disciplina partidária com críticas à legenda, ao presidente Michel Temer (PMDB) e por ter votado contra matérias defendidas pelo governo.

“Neste exato momento, a preocupação do PMDB deveria provar que não é uma organização criminosa, um quadrilhão. Eu estou longe de ser um problema para o PMDB. Sigo minha vida”, disse Kátia Abreu, por meio de sua assessoria. (Com informações Agência Senado)

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.