Plano diretor já tem quase cem emendas na Câmara

Subcomissão de Ordenamento Territorial será a última a entregar relatório, ainda nesta sexta-feira, 24, com as últimas emendas de vereadores

Por Fernanda Santos e Mirelle Irene

Vereadores de Goiânia se reúnem durante a pandemia | Foto: Marcelo do Vale/Câmara Municipal

Em entrevista ao Jornal Opção, o vereador Cabo Senna (PRP) adiantou que as discussões sobre o plano diretor, do qual é relator, já incluem quase cem emendas apresentadas pelas subcomissões. Ao todo, seis subcomissões debatem a matéria que foi divida por eixos temáticos. A de Ordenamento Territorial foi a única que ainda não apresentou o relatório, por isso, novas emendas devem chegar.

“Acredito que hoje será entregue esse relatório e saberemos quantas emendas serão no total para a gente estudar uma por uma e saber se são viáveis ou não no relatório final”, informou o parlamentar. De acordo com ele, o plano deverá sofrer muitas alterações. “Irá mudar. Os vereadores conhecem a capital, eles andam nos bairros e sabem do que precisa e o que a sociedade quer. Vai ter mudanças, mas não vai ser para piorar, mas para a melhoria”, garantiu.

Cabo Senna contou que apesar das alterações, em relação ao plano inicial apresentado pela Prefeitura, não há pontos de conflito entre a Câmara e o Paço. “Queremos todos entregar um plano diretor que tenha possibilidade de ser cumprido. Que não fique só no papel. Que a população possa ver o que o poder público está fazendo para melhorar.”

Mudanças

Segundo Cabo Senna, ainda é cedo para dizer o que virá de mudanças, mas citou algumas emendas com maior possibilidade de inclusão no relatório final. “Por exemplo, o estacionamento vertical. A Região da 44 não possui estacionamento. Um estacionamento vertical ajudaria muito. Essa emenda foi apresentada por mim”, disse.

“Há outra emenda, apresentada pelo vereador Álvaro [da Universo], que achei interessante. Ele propôs que o Paço tenha obrigatoriedade de cumprir, a cada ano, 10% do plano diretor. De forma que, quando chegar ao fim dos dez anos, todo o plano diretor tenha sido cumprido. Ia ser muito importante essa emenda dele. É uma emenda boa e com muita probabilidade de eu aceitar ela no relatório”, acrescentou.

“Uma outra é sobre polo industrial. Temos muitas carretas andando dentro de Goiânia, caminhões enormes atrapalhando o trânsito. Então quando você faz o polo industrial você tira esses caminhões e carretas pesadas do centro de Goiânia e leva para o entorno da cidade, pelas rodovias federais aonde terão as entradas para os polos. Assim, os caminhões menores vão entrar em Goiânia e não vão dificultar o trânsito. Essa é uma emenda que vai enxugar um pouco do trânsito que está caótico”, apontou.

O relator informou que ainda serão agendadas novas audiências públicas para debater ainda mais o tema. Ele ainda estendeu o convite ao Ministério Público, no qual acredita ser de importante participação para a confecção do relatório final.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.