PF faz buscas nas casas de Joesley Batista, Ricardo Saud e Marcello Miller

Sede da JBS também é alvo da polícia nesta segunda-feira (11), após prisão dos executivos no último domingo (10)

Agentes da Polícia Federal e do Ministério Público Federal (MPF) cumprem na manhã desta segunda-feira (11/9) um mandado de busca e apreensão no Rio de Janeiro e quatro em São Paulo. Os alvos são o empresário Joesley Batista, o executivo da JBS Ricardo Saud e o ex-procurador Marcello Miller.

A sede do grupo J&F, em São Paulo, e a casa do delator e executivo da JBS Francisco Assis e Silva também são alvos de busca.

As autoridades buscam documentos e áudios que ainda não foram entregues aos investigadores no âmbito do acordo de delação firmado entre o Ministério Público Federal (MPF) e a empresa, além de documentos que provem a ligação entre o ex-procurador e os empresários Joesley e Saud.Os pedidos de busca e apreensão foram feitos pela Procuradoria-Geral da Rpública (PGR) e autorizados pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin.

O nome de Marcelo Miller aparece em áudios das conversas entre o empresário Joesley Batista e Ricardo Saud da JBS. Segundo o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, há indícios de que o ex-procurador cometeu os crimes de organização criminosa, obstrução das investigações e exploração de prestígio.

Na última sexta-feira (8), Janot pediu a prisão de Batista, Saud e Miller, mas o ministro Fachin autorizou a prisão temporária apenas dos empresários. Eles se entregaram à Polícia Federal na tarde do último domingo (10).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.