Paulo do Vale esquece críticas e pede desafetação de área verde para Odebretch

Após atacar gestão de saneamento compartilhada, prefeito recua e encaminha à Câmara Municipal projeto para construir uma estação elevatória de esgoto

Paulo do Vale (PMDB), prefeito de Rio Verde | Foto: Divulgação

O atual prefeito de Rio Verde, Paulo do Vale (PMDB), dedicou parte da campanha do último ano para criticar a gestão da Saneago na cidade e propor a municipalização do serviço (confira vídeo abaixo), além de levantar suspeitas sobre o contrato de concessão da Odebretch Ambiental, assinado com a estatal para a expansão da rede de esgoto do município.

Agora, depois de nove meses à frente da administração, o peemedebista parece ter recuado no discurso demagógico. Projeto de lei enviado à Câmara Municipal na última segunda-feira (25/9) autoriza a desafetação de uma área verde para que seja construída pela Odebretch Ambiental uma estação elevatória de esgoto, unidade integrante do Sistema de Esgoto do Município de Rio Verde.

O pedido de desafetação do terreno localizado no Residencial Nilson Veloso havia sido feito em setembro de 2016 pela antiga gestão, mas acabou não sendo providenciado. Agora, a administração peemedebista enviou o projeto de lei para reforçar a solicitação anterior visando a continuidade dos serviços.

Na justificativa do projeto, a prefeitura lembra de lei municipal que estabeleceu com o Estado de Goiás a gestão associada de serviços públicos de saneamento por meio da Saneago. Destaca também que o município foi autorizado a transferir à estatal bens de sua propriedade que se fizerem necessários para a ampliação do sistema de abastecimento de água e esgotamento sanitário.

Frisa, ainda, que legalmente a Saneago possui atribuição de delegar os serviços descritos a uma outra empresa, caso da Odebretch Ambiental. A matéria chegou nesta semana na Casa de leis e ainda deve ser apreciada pelos vereadores rioverdenses.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.