Patinetes elétricos para aluguel são bem avaliados nos primeiros dias em Goiânia

Semelhantes às bicicletas compartilhadas, serviço é ativado por aplicativo. Apenas setores Marista e Bueno receberam os veículos

Ponto de patinete no setor Bueno | Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

Um novo modelo de transporte começou a circular nas ciclovias de Goiânia esta semana. Assim como as bicicletas compartilhas, agora os moradores dos setores Marista e Bueno poderão andar de patinetes elétricos alugados por um aplicativo.   

Desde a última sexta-feira, 22, moradores podem contar com o novo modelo de transporte compartilhado. Os patinetes elétricos espalhados pelos dois bairros funcionam a partir de solicitação por aplicativo. O Jornal Opção conversou com usuários para avaliar suas experiências com o serviço.  

Para alugar um dos aparelhos é necessário registrar o cartão de crédito no aplicativo, que cobra R$ 3 para o desbloqueio e primeiro minuto de uso e mais R$ 0,50 por minuto. Apesar do preço elevado quem testou o aplicativo nesta segunda-feira, 25, diz ter gostado. Everton Silva, que estava em sua segunda viagem, diz que não encontrou dificuldades na operação e classificou a experiência como “divertida”.

Uma das características que agradou o público foi a quantidade de pontos disponíveis para solicitar e também deixar os patinetes. Não existem pontos físicos, o usuário precisa deixar em uma das estações virtuais informadas no aplicativo, são locais próximos a comércios e locais com grande fluxo de pessoas.

Entre as recomendações da empresa estão o uso de capacete, permanecer nas ciclovias e ciclofaixas, apenas uma pessoa por vez no veículo, que as duas mãos estejam sempre no guidão e os dois pés na prancha. Contudo, há seguro para os usuários em caso de acidente.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.