Pastor é denunciado por crimes sexuais em igreja de Goiânia

Polícia Civil investiga o caso, sendo um deles o de uma adolescente de 17 anos. Defesa do religioso nega as acusações

Igreja Tabernáculo da Fé | Foto: reprodução

A Polícia Civil registrou  denúncias contra o pastor Joaquim Gonçalves Silva, de 85 anos, por abuso e importunação sexual. As vítimas relataram que os casos aconteceram entre 2002 e 2021 em atendimentos na igreja Tabernáculo da Fé, em Goiânia.

Um dos casos é o de uma adolescente de 17 anos que disse em um vídeo publicado nas redes sociais que, em de janeiro de 2021, o pastor chegou a beijá-la quando ela esteve em seu escritório pedindo ajuda sobre o seu casamento. A adolescente registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Goiânia, em março deste ano.

Outros três casos foram registrados entre janeiro e abril deste ano na Polícia Civil, desta vez na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam). Duas mulheres, uma de 37 e outra de 40 anos, teriam sido abusadas pelo pastor, uma em 2015 e outra em 2018. A primeira denúncia registrada na PC foi de uma mulher de 46 anos, e os crimes contra ela teriam ocorrido entre os anos de 2002 e 2006.

A defesa do religioso nega as acusações diz que elas fazem parte de uma tentativa de retirar o pastor do comando da igreja.

A Polícia Civil informou que o caso está sendo investigado e que testemunhas estão sendo ouvidas. Ainda segundo a PC, por envolver uma menor de idade, a corporação não dará mais detalhes da investigação, pelo menos por enquanto. Sobre os três últimos casos, informou que “não foi dado prosseguimento por impossibilidade jurídica”. Assim, os casos prescreveram porque não foram registrados dentro do tempo hábil para abrir uma investigação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.