Paróquia emite nota de repúdio após surto de homem que subiu no altar e chutou objetos sagrados

Documento assinado pelos dirigentes diz que não se sabe as motivações do ato, no entanto, “nenhuma é tolerável diante da liberdade de expressão religiosa e de culto da qual gozamos em nosso país”

Foto: Reprodução

A Paróquia Sagrado Coração de Jesus de Goianésia emitiu uma nota de repúdio e pesar em relação ao ato que assustou os fiéis durante a celebração da missa das 17h no último domingo, 31.

Acontece que, conforme mostrado pelo Jornal Opção, um homem invadiu a missa e subiu no altar da igreja. Ele teria, ainda, jogado a bíblia no chão e chutado os símbolos do altar.

Segundo o documento assinado pelos dirigentes da paróquia, não se sabe as motivações do ato, no entanto, “nenhuma é tolerável diante da liberdade de expressão religiosa e de culto da qual gozamos em nosso país”. E continua: “Lamentamos profundamente, sobretudo, repudiamos o fato ocorrido, pois, configura uma profanação do sagrado”, diz.

Em seguida, a paróquia esclarece que diante do ato de profanação, “se exige um ato de reparação”. “Neste sentido, estamos nos preparando para celebrar uma missa votiva [encontro religioso cujo objetivo é tornar a devoção aquilo que é santo ainda mais forte e vibrante] do Sagrado Coração de Jesus no próximo dia 3 [nesta quarta-feira]”.

Segundo informações, o homem que subiu no altar da paróquia no último domingo faz tratamento contra depressão e teve um surto psicótico. As imagens foram gravadas por populares e não foram divulgadas pelo jornal em respeito ao homem que, segundo moradores, é uma pessoa conhecida e querida na cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.