Para advogadas, Buonaduce é o candidato que lutará pela igualdade de gênero

Pré-candidato da OAB Forte assumiu compromisso de implementar, imediatamente, o Plano de Valorização da Mulher Advogada 

Flávio Buonaduce posa para foto com advogadas que participaram da reunião | Foto: Alexandre Parrode / Jornal Opção

Flávio Buonaduce posa para foto com advogadas que participaram da reunião | Foto: Alexandre Parrode / Jornal Opção

Pré-candidato à presidência da seccional goiana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-GO), Flávio Buonaduce recebeu advogadas, na manhã desta quarta-feira (7/10), para um café da manhã de discussão de propostas para mulheres na advocacia. Em seu escritório político, o nome da OAB Forte ao pleito debateu sobre a igualdade de gênero na profissão com as integrantes do movimento Mulheres Fortes.

patricia-centeno

Patrícia Centeno

Em entrevista ao Jornal Opção, Valquíria Imolesi, uma das organizadores do grupo, explicou que o evento vem após várias reuniões com Buonaduce: “Nos unimos para formular propostas que vão atender as necessidades das mulheres advogadas. Hoje, viemos apresentar e aprimorá-las em conjunto”.

No último mês, a OAB Federal aprovou o Provimento 164 — relatado, inclusive, pelo goiano Felicíssimo Sena — que dispõe de uma série de medidas a serem adotadas por todas as seccionais do Brasil no sentido de integrar as mulheres e garantir maior igualdade na Ordem. O Plano de Valorização da Mulher Advogada, segundo Valquíria, é um grande avanço para a classe, mas será preciso um presidente disposto a aplicá-lo em sua plenitude.

valquiria-imolesi

Valquiria Imolesi

“Todos os candidatos têm qualidades, mas ao compará-los, vejo que Flávio Buonaduce tem mais comprometimento com as mulheres. No dia do Encontro de Mulheres na Carreira Jurídica, ele deixou bem claro que, tão logo assuma a presidência, vai implementar completamente o plano. Além disso, levará a Comissão da Mulher para todas as subseções, interiorizando o processo de valorização. É um diferencial”, sustentou ela.

De fato, Patrícia Centeno garante que uma conquista como essa não pode ficar no papel. “No primeiro evento pré-campanha, no qual todos os pretensos candidatos participaram, o professor Flávio foi o mais claro em dizer que vai lutar pelo ideal da igualdade de gênero e mostrou que conhece bem o plano. Já os outros não se manifestaram, não se posicionaram. Flávio é o que há de mais avançado para a mulher advogada”, defendeu.

Tatiana Aires

Tatiana Aires

A advogada aponta o movimento Mais Mulheres na Advocacia, somado ao Advogadas Fortes, como imprescindíveis para o “empoderamento” da mulher na profissão. “Vivemos em uma sociedade que a mulher recebe 30% a menos que o homem, mesmo tendo mais aprovação nos concursos públicos. No entanto, em cargos de confiança e de gestão, apenas 18% são mulheres, existe uma desigualdade de gênero e o movimento surge para combater por isso”, completa.

Presidente da Comissão de Direito Previdenciário da OAB-GO, Tatiana Aires diz que a discrepância de remuneração é um “contrassenso” enorme, já que se formam mais advogadas do que advogados. “Estamos tomando lugares que eram predominantemente masculino, portanto devemos lutar também por igualdade de gênero”, sugere.

Para ela, o próximo presidente da seccional deve ter o compromisso de implantar o plano aprovado pela OAB Federal e vencer o obstáculo que é a questão de gênero. “Estamos com Flávio justamente porque ele nos garantiu que se empenhará na busca por uma Ordem mais justa e igualitária”, arrematou.

Entre as conquistas do Plano de Valorização da Mulher Advogada, está a obrigatoriedade das chapas à presidência serem compostas de pelo menos 30% de um determinado gênero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.