Espanhol Diego Lejarraga afirmou que após fazer cirurgia de adequação sexual foi proibido de comungar e foi chamado pelo pároco de sua cidade de “filha do diabo”

Reprodução
Foto: reprodução

O papa Francisco recebeu no último sábado (24/1) o transexual espanhol Diego Neria Lejarraga e sua namorada em uma audiência privada, de acordo com o jornal “Hoy”.

Segundo a publicação, o encontro ocorreu depois que Lejarraga enviou cartas ao Pontífice e contou que estava sendo excluído da paróquia após ter feito a cirurgia de adequação sexual. Ainda de acordo com o periódico, o homem contou ao líder máximo da Igreja Católica que foi proibido de comungar e o padre da sua cidade o chamou de “filha do diabo”.

Após ler as correspondências, Francisco ligou para o espanhol em duas datas: no dia 8 de dezembro e alguns dias antes do Natal, quando o convidou para ir ao Vaticano. O encontro ocorreu na Casa Santa Marta e não foi comentado pelas fontes oficiais da Santa Sé.

O papa é conhecido por querer que a Igreja se aproxime mais dos homossexuais e transexuais. Em julho de 2013, questionou “se uma pessoa é gay e busca a Deus, quem sou eu para julgá-la?”.

No Sínodo Extraordinário sobre a família o tema chegou a ser discutido, porém não se fez presente no relatório final do encontro.