Palmeiras cede pênalti na prorrogação e título fica com Chelsea

O time brasileiro conseguiu empatar depois de estar em desvantagem e levar o jogo para o tempo extra, mas não resistiu à pressão inglesa

Jogadores do Chelsea levantam troféu do Mundial Fifa de Clubes, conquistado pela primeira vez pelo time inglês | Foto: Reprodução

Não foi desta vez que o Palmeiras conseguiu o sonhado Mundial – embora haja controvérsias, já que a própria Fifa vem chamando a Copa Rio, conquistada pelo alviverde no Brasil, em 1951, como o primeiro campeonato mundial de clubes.

No confronto com o Chelsea, em Dubai, a equipe comandada por Abel Teixeira começou bem a partida, mas aos poucos o domínio ficou com os britânicos.

O jogo foi para o intervalo com 0 a 0 no placar, mas o belga Romelu Lukaku, de cabeça, deu a vantagem aos ingleses. Minutos mais tarde, porém, o zagueiro do Chelsea e da seleção brasileira, Thiago Silva, tirou com a mão uma bola que seria cabeceada por Gustavo Gómez. Após conferência do VAR, Raphael Veiga cobrou e empatou novamente a partida.

Os dois times não criaram mais grandes chances e o jogo foi para a prorrogação, totalmente dominada pelo Chelsea, especialmente após a saída de Dudu e Veiga, os melhores atacantes do Palmeiras.

A ironia do destino é que o gol que deu o primeiro título mundial aos ingleses, marcado por Harvertz, veio da mesma forma que o anotado pelos palmeirenses: a bola desviou no braço de Luan – que ainda seria expulso por falta no último minuto de jogo – dentro da área. Pênalti bem batido, contra o qual nada o goleiro Weverton poder fazer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.