OVG nega promoção de “ideologia de gênero” em entrega de brinquedos

Deputados criticaram a entrega dos brinquedos que atendem aos mais rigorosos padrões de qualidade e têm a certificação do Inmetro para distribuição

Deputados criaram polêmica com relação a tradicional distribuição de brinquedos para crianças carentes dos municípios nesta época de Natal feita pela Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), em parceria com o Governo do Estado.

Em uma publicação no Facebook, o deputado federal delegado Waldir (PR) criticou a entrega dos brinquedos. De acordo com ele, as bonecas do sexo feminino possuem órgão masculino e os bonecos do sexo masculino estão usando batom.

“Você acha correto que o dinheiro que pagamos de impostos sejam utilizados dessa forma? Mais preocupante ainda é usar dinheiro público para incitar, incentivar a ‘ideologia de gênero’ dentro das famílias carentes, quebrando a pureza e ingenuidade de nossas crianças”, escreveu ele.

O deputado estadual Daniel Messac (PSDB) também se manifestou contra a entrega dos brinquedos que, segundo ele, incentivam a “ideologia de gênero”.

De acordo com a OVG, todos os brinquedos distribuídos, mais de um milhão, trazem a clara distinção entre bonecos e bonecas. “São brinquedos de qualidade, certificados e destinados tão somente a alegrar o Natal das crianças que sequer ganhariam presentes não fosse a ação social da Organização”, afirmam.

Qualidade

Os mais de 1 milhão de brinquedos entregues OVG atendem aos mais rigorosos padrões de qualidade e têm a certificação do Inmetro para distribuição. São bonecos e bonecas devidamente vestidos, bolas, joguinhos de dominó, carrinhos tipo Fórmula 1, brinquedo eletrônico educativo e maletas de pintura normalmente encontrados à venda no mercado, destinados a crianças carentes que, sem eles, não teriam Natal.

7 respostas para “OVG nega promoção de “ideologia de gênero” em entrega de brinquedos”

  1. Paulo A. L. Pereira disse:

    Quem é o fabricante dessas bonecas, a compra passou por critérios, legais… licitação amostra dos produtos, etc. …,

  2. Mara disse:

    Este povo não consegue influenciar os adultos estão sedentos pelas crianças,só que estão é despertando a fúria dos pais.

  3. JEFFERSON SANTOS disse:

    Tenho 39 anos, no meu tempo de criança os bonecos não tinham pênis e as bonecas não tinham vaginas, pouco importava, as crianças do meu tempo só queriam brincar. Tenho certeza q as crianças de hoje em dia também.
    Esses CANALHAS querem tirar de todo jeito a inocência das crianças!
    FORA IDEOLOGIA DE GÊNERO!

  4. Osvald Hockfeller disse:

    A OVG pode dizer o que quiser, mas a mensagem é liminar mesmo. Ninguém compra brinquedos desta natureza com outro propósito senão promover a “ideologia de gênero”. Esta ong está de conversa fiada.

  5. Aracelle disse:

    Podre, nojento. Fora ideologia de gênero!

  6. PAULO IGOR DAS CHAGAS FALCÃO disse:

    Será que não se tocam que ninguém é a favor dessa ideologia de gênero, parem de querer erotizar nossas crianças…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.