Operação em Goiás e mais 9 estados desarticula quadrilha de roubo e receptação de cargas

Agentes cumprem mandados em pelo menos 11 cidades goianas. Segundo informações preliminares, em Goiás, a suspeita é de que haja policiais envolvidos com o grupo criminoso

Agentes recebem orientações antes da deflagração da operação | Foto: Leandro Coutinho / Assessoria MP-GO

Com o objetivo de desbancar uma quadrilha especializada em roubo e receptação de cargas, o Ministério Público (MP) deflagrou a Operação Mercúrio. Por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), agentes cumprem 39 mandados de prisão e 36 de busca e apreensão em ao menos 11 cidades goianas.

A operação também foi deflagrada em outros estados. Ao todo, são pelo menos 93 mandados de prisão e 110 de busca e apreensão contra o grupo que também é investigado por agiotagem e lavagem de dinheiro.

As investigações tiveram início há cerca de dez meses. Segundo informações preliminares, em Goiás, a suspeita é de que haja policiais envolvidos com o grupo criminoso. Ao Jornal Opção o MPGO disse desconhecer a informação.

Além da capital, a polícia cumpre mandados em Aparecida de Goiânia, Vianópolis, Anápolis, Trindade, Gouvelândia, Santa Helena de Goiás, Itumbiara, Silvânia, Rio Verde e Quirinópolis.

As buscas também são realizadas em Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Pará, Paraná, Mato Grosso, Tocantins e Pernambuco.

Além dos mandados de prisão e busca e apreensão, também foram realizados o bloqueio de R$ 40 milhões das contas alvos da operação. A Justiça também determinou a apreensão de aproximadamente 200 veículos.

Uma coletiva de imprensa poderá ser realizada ainda hoje para prestar maiores esclarecimentos sobre os resultados da Operação, no entanto, o MPGO ressalta que o encontro vai depender do que for acordado entre os Gaecos dos demais Estados envolvidos.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.