Olavo de Carvalho volta a criticar militares

“Forças Armadas: Há 130 anos prometendo e sonegando uma democracia”

A batalha pessoal de Olavo de Carvalho contra os militares continua. Em sua conta do Facebook, o escritor voltou a tecer acusações e críticas. “Forças Armadas: Há 130 anos prometendo e sonegando uma democracia.”

Mais recentemente, o guru bolsonarista também afirmou que “nossos milicos adoram a China e odeiam os EUA. Mas, se você disser que foram influenciados pelos comunistas, eles chamarão você de extremista”.

E essas não foram as únicas postagens do dia. “Quando os militares dizem que estão disputando espaço com olavettes, eles mentem, como aliás em quase tudo o mais. Não instruí NENHUM aluno meu a disputar lugar com ninguém. Ao contrário, pedi que entregassem todos os cargos”.

Histórico

As postagens de Olavo de Carvalho contra os militares têm sido frequentes. No último mês ele chegou a diz que as Forças Armadas foram responsáveis por “inaugurar 20 anos de inocuidade tecnocrático-positivista que transformaram esquerda na única força política viável”.

Além disso, ele afirmou que “os militares, em 1964, não assumiram o poder para derrotar os comunistas, que já estavam em fuga e não ofereciam nem a menor resistência”, mas para destruir a direita civil.

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB), também vítima frequente dos ataques do escritor, já disse que Olavo deveria se ater na função de que “desempenha bem”: a de astrólogo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.