Obra de reurbanização no Setor Jaó deve ser concluída em 180 dias

Obra contempla também serviços de drenagem urbana, sinalização, impacto de trânsito e vizinhança e reflorestamento

Foi finalizada a licitação para a obra de duplicação da Avenida da Divisa, no Setor Jaó, e de pavimentação da Avenida João Leite no Setor Santa Genoveva. A Promede-Engenharia Ltda apresentou a proposta mais vantajosa e venceu as outras 12 empresas participantes.

A obra tem valor total superior a R$ 5 milhões e deverá, em 180 dias, concluir a terraplenagem, pavimentação, sinalização, bueiro celular e galerias de águas pluviais nas duas vias.

Segundo o projeto de pavimentação, a contratada será responsável também pela elaboração de laudos ambientais e atendimento às demais exigências da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA), e as planilhas orçamentárias contemplam o plantio de 500 árvores, em virtude da eventual necessidade de reflorestamento.

O projeto contempla também os serviços de elaboração de estudos de tráfego da região e estudos de impacto de vizinhança para atendimento de eventuais exigências dos órgãos responsáveis (SMT e Seplahn, respectivamente).

Melhorar a infraestrutura

De acordo com o projeto, os serviços visam solucionar os problemas de infraestrutura urbana que atingem essas duas regiões da cidade. A Avenida João Leite foi classificada pela 15ª Promotoria de Justiça de Goiânia do Ministério Público do Estado de Goiás como intrafegável devido aos danos causados à via, quando foi utilizada como desvio no período da construção do viaduto da BR-080, bem como a ineficiência do sistema de drenagem pluvial da região. De acordo com o projeto, será concluída a rede de drenagem e a pavimentação da via.

Em relação à Rua da Divisa, o pavimento encontra-se desgastado e a rede de drenagem pluvial está subdimensionada e já não comporta o volume de contribuição nela lançado, o que ocasiona frequentes alagamentos nesta via.

Além disso, foi constatado que o bueiro existente não é adequado para suportar o volume de água lançado sobre ele. O projeto prevê implantação de rede com 71 bocas de lobo e um bueiro duplo celular para melhorar o escoamento da água da chuva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.