O ex-jogador Ronaldo Fenômeno pode ter prisão decretada pela Justiça

O dono Cruzeiro e do Real Valladolid não paga pensão alimentícia há três meses para um filho de 16 anos

Ronaldo Fenômeno: um dos maiores craques da história do futebol brasileiro | Foto: Divulgação

O ex-jogador da Seleção Brasileira de futebol Ronaldo Fenômeno, de 45 anos — dono dos times Cruzeiro, de Minas Gerais, e Real Valladolid, da Espanha —, pode ter sua prisão decretada pela Justiça, segundo reportagem do jornal “O Dia”. O ex-craque não paga pensão, há três meses, para um filho, de 16 anos, que tem com a esteticista Michele Umezu.

Segundo a advogado de Michele Umezu, Solange Pereira Marsiglia, o pedido de prisão está sob avaliação da Justiça do Rio de Janeiro. A tendência é que se busque um acordo, sobretudo se o problema não for recorrente. Se for, e não houver uma contraposta imediata, a possibilidade de prisão é real.

Michele Umezu: esteticista | Foto: Reprodução

O jogador, que é milionário, não teria oferecido nenhuma justificativa para deixar de pagar a pensão. “Ele não paga desde dezembro. Nós já entramos com a ação de execução no fórum da Barra. O que a Michele acha que aconteceu é que o Alex não quis passar o Natal com o Ronaldo, agora em dezembro, e em represália ele não pagou dezembro, janeiro e fevereiro”, diz a advogada Simone Marsiglia.

Ronaldo Luís Nazário de Lima não apresentou sua versão ao jornal.

2 respostas para “O ex-jogador Ronaldo Fenômeno pode ter prisão decretada pela Justiça”

  1. Avatar LUIZ MORAES disse:

    Acho na my opinion..que Ron Fenomeno confundiu as coisas….nao deveria deixar de pagar pensao…filho nao quiz passar Natal com o pai..bola pra frente…a vida tem outras opcoes e saidas para essa frustraçao…ok

  2. Avatar Josuelina Carneiro disse:

    O FAMOSO E MILIONÁRIO JOGADOR, ESTÁ SE COMPORTANDO COMO SE TIVESSE A MESMA IDADE DO FILHO ADOLESCENTE. O GAROTO DEVE ESTÁ MAGOADO COM A ATITUDE DO PAI. GERALMENTE, NAS DASAVENÇAS DOS PAIS, FILHOS HOMENS SEMPRE TOMAM AS DORES DA MÃE. EXCETO, QDO A MÃE TRAI O PAI DELE. O QUE NÃO FOI O CASO.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.