Novo levantamento sobre Aedes Aegypti aponta que Goiânia apresenta risco de epidemia

Equipes vão reforçar o combate ao mosquito nos bairros que apresentaram alto índice de infestação

Foto: Claudio Fachel/ Palácio Piratinil

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou resultado do novo Levantamento Rápido de Índice de Infestação do Aedes (LIRa), realizado entre os dias 7 e 11 de janeiro, em Goiânia. Mais de 30 mil imóveis em todas as regiões foram visitados.

O índice geral foi de 1,7 %, ou seja, de cada 100 imóveis visitados aproximadamente dois apresentam foco do mosquito. O preconizado pelo Ministério da Saúde é um índice menor ou igual a 1%, para que não tenha risco de epidemia.

Apesar do índice médio de Goiânia em 1,7%, médio risco, alguns bairros apresentaram índices de quase 5%, ou seja, alto risco.

Os bairros mais afetados pelo problema são Centro, Santo Hilário, Jardim América, Jardim Ana Lúcia, Goiânia Viva, Finsocial e Guanabara I.

Para evitar a proliferação do Aedes Aegypti, a Superintendência de Vigilância em Saúde inicia nesta quinta-feira, 17, o reforço no trabalho de combate ao mosquito nos bairros de maior índice de infestação. 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.