Novo governador de SP, Dória empossa secretários

O goiano Alexandre Baldy ficará à frente da pasta dos Transportes Metropolitanos

Alexandre Baldy e João Dória | Foto: reprodução

Durante cerimônia de posse na manhã desta terça-feira, 1º, o governador eleito de São Paulo, João Dória (PSDB), empoderou os secretários do Estado. Segundo ele, foram escolhidos os melhores nomes para chefiar as áreas do governo.

Entre os secretários, está o goiano Alexandre Baldy, que foi ministro das Cidades no governo Michel Temer (MDB) e, agora, assumirá a pasta de Transportes Metropolitanos do Estado mais poderoso do país. Dória anunciou a escolha no início de dezembro, quando se especulava a ida de Baldy para o Distrito Federal e Rio de Janeiro.

“Imagine quando se tem um governo que entende e impulsiona esses talentos? E o primeiro passo para caminhar nessa direção é escolher um time que compartilha dessa visão de país, de estado e de mundo”, destacou o governador eleito em seu discurso.

Segundo ele, jornalistas e políticas chamam sua equipe de “gabinete ministerial”. “São Paulo tem esse poder de atrair grandes talentos, em todas as áreas, porque aqui somos permanentemente desafiados a entregar o melhor de cada um”, disse.

Dória fez promessas para a saúde, segurança e educação. Garantiu a entrega do primeiro Batalhão de Polícia Militar de Goiás (Baep), em Presidente Prudente, antes do carnaval.

Também prometeu criação de corujões da saúde e entrega de novas creches. “Vamos avançando em etapas porque a população cansou de promessas. O cidadão quer realizações, obras, ações efetivas do governo”, afirmou.

O governador eleito reforçou a intenção de incentivar a privatização. “O Estado estará focado no que é sua real responsabilidade. Não irá gastar os recursos públicos em áreas que podem produzir melhores resultados quando são geridas pela iniciativa privada”.

Ele também disse que irá doar seu salário e abrirá mão da residência no Palácio dos Bandeirantes. “Será local de trabalho”, explicou ao anunciar que continuará morando na mesma casa.

O ex-prefeito de São Paulo reforçou a parceria com o governo Bolsonaro e disse que vai manter programas sociais apenas para quem precisa. “O melhor programa social é o emprego. A política precisa trocar ideologia por trabalho”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.