Novo documento de identificação em Goiás terá prazo de entrega reduzido de 60 dias úteis para cinco

Governador também assinou decreto que institui o Programa de Prevenção, Controle e Repressão a Furto, Roubo, Apropriação Indébita e Recepção de Cargas e Valores, com a finalidade de incrementar a atuação policial no combate a este tipo de crime

Em solenidade no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, o governador e candidato à reeleição Marconi Perillo (PSDB) anunciou nesta sexta-feira (19/9) duas medidas que, segundo ele, irão fortalecer a Segurança Pública no Estado. Juntamente com o secretário de Segurança Pública, Joaquim Mesquita, o tucano apresentou o novo modelo de Carteira de Identidade do Estado e o Procarga-Goiás, programa criado a fim de prevenir e combater o roubo de cargas em Goiás.

Os dados do novo documento de identificação foram consolidados pelo sistema biométrico. A novidade que irá alegrar muitos goianos é o prazo de entrega do documento, que até então é de 60 dias úteis, e passa a ser até cinco dias úteis para interior e três dias úteis para a capital. O prazo para emissão do documento será de quatro dias úteis. Para retirar a segunda via do documento, diferente da primeira, que é gratuita, o cidadão deverá pagar uma taxa de R$ 23,47, que será revertida ao Fundo de Segurança Pública (Funesp).

O projeto terá início na próxima segunda-feira (22), na unidade do Vapt Vupt de Campinas. A previsão é de que todo o processo para expedição dos novos documentos esteja concluído até fevereiro do ano que vem em todo o Estado. A nova Carteira de Identidade é parte do Programa Goiás Biométrico, lançado dia 8 de agosto de 2014. O investimento total foi de R$ 33,8 milhões.

Na mesma solenidade, o governador assinou decreto que institui o Programa de Prevenção, Controle e Repressão a Furto, Roubo, Apropriação Indébita e Recepção de Cargas e Valores (PROCARGA-GOIÁS), com a finalidade de incrementar a atuação policial no combate a este tipo de crime. “É mais uma resposta que estamos dando à sociedade goiana, aos trabalhadores e aos empresários do setor”, disse o governador.

No local estavam também o secretário da Fazenda, José Taveira, o secretário de Gestão e Planejamento (Segplan), Leonardo Vilela, o comandante-geral da Polícia Militar, Sílvio Benedito, o diretor-geral da Polícia Civil, João Carlos Gorski, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, Carlos Helbingen Júnior, o coordenador da Associação Nacional de Segurança do Transporte de Cargas, Roberto Mira, entre outras autoridades.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.