Nintendo encerra distribuição oficial de produtos no Brasil

A venda física de jogos e consoles continuará apenas enquanto durarem os estoques das distribuidoras e lojas de varejo

A Nintendo anunciou nesta sexta-feira (9/1) que  não vai mais distribuir seus jogos físicos no Brasil e está oficialmente fora do mercado brasileiro. Isso porque a Gaming do Brasil, empresa que distribuiu os produtos da japonesa durante os últimos quatro anos, está encerrando suas operações no país.

Segundo a Nintendo, a venda física de jogos (cartuchos e CDs) e consoles continuará somente enquanto houver itens nos estoques da distribuidora e das lojas de varejo. Os games em formato digital continuarão a ser comercializados no país. Mas a venda de videogames está com os dias contados.

O diretor e gerente geral para a América Latina da Nintendo of America, Bill van Zyll, afirmou em nota que o Brasil é um mercado importante para a empresa e lar de fãs apaixonados, mas “infelizmente desafios no ambiente local de negócios fizeram nosso modelo de distribuição atual no país insustentável”.

Bill van Zyll explicou que entre os desafios se encontram as altas tarifas sobre importação aplicadas ao setor e a decisão da empresa de não ter uma operação de fabricação local. Ele também afirmou que, junto com a Juegos de Video Latinoamérica, a Nintendo vai monitorar a evolução do ambiente de negócios e “avaliar a melhor maneira de servir nossos fãs brasileiros no futuro”.

Deixe um comentário