Grupo contrário a implantação da gestão compartilhada da educação por Organizações Sociais esteve na secretaria para falar com a titular da pasta

Foto: Gustavo Spud
Raquel Teixeira recebe manifestantes durante protesto na sede da Seduce | Foto: Gustavo Spud

Durante manifestação contra a implantação das Organizações Sociais (OSs) na gestão da educação estadual em Goiás, um grupo de estudantes foi até a sede da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), no Setor Oeste, no final da tarde desta quarta-feira (6/1) protestar contra o projeto do governo.

De acordo com a Seduce, Raquel saiu do prédio da Secretaria acompanhada de sua equipe e foi até o pátio ouvir os manifestantes. O contato entre a titular da pasta e o grupo que realizava o protesto durou cerca de 20 minutos, mas, segundo o órgão, não houve diálogo.

Foto: Gustavo Spud
Com palavras de ordem, manifestantes teriam tentado impedir secretária de responder perguntas | Foto: Gustavo Spud

A secretaria informou que Raquel tentou conversar com o grupo, formado por estudantes secundaristas e professores universitários, mas teria sido interrompida várias vezes quando respondia perguntas de parte dos manifestantes, alguns mascarados, que usavam um megafone e instrumentos musicais.

Com palavras de ordem, um dos integrantes da manifestação teria dito à secretária que “o diálogo não interessava”. Em seguida, o grupo teria ido embora. “A secretaria reafirma seu interesse em continuar informando e esclarecendo sobre o projeto, desde que o grupo se organize e escolha uma comissão de representantes”, afirmou a Seduce.