Motoristas da Uber param Centro de Goiânia em protesto contra votação no Senado

Manifestação é contra aprovação de projeto que tramita em regime de urgência no Congresso Nacional

Foto: Reprodução / Instagram

Dezenas de carros pararam o trânsito e fizeram buzinaço nas ruas de Goiânia na manhã desta segunda-feira (30/10). O protesto organizado por motoristas da Uber é contra a aprovação de um projeto de Lei que deve ser votado na próxima terça-feira (31) no Senado Federal. Eles alegam que, na prática, a proposta inviabiliza o funcionamento de aplicativos de transporte privado individual no Brasil.

A manifestação mobilizou boa parte dos motoristas de Goiânia. Eles se concentraram no setor Goiânia II e foram em carreata até a Praça Cívica, no Centro da cidade. Durante boa parte da manhã desta segunda, o aplicativo funcionou com tarifa dinâmica, quando o preço fica mais alto pela reduzido número de motoristas trabalhando.

Além da mobilização dos credenciados ao aplicativo, a própria Uber promove campanha pela não aprovação da matéria, que tramita em regime de urgência e é o primeiro item da pauta de votação.

Já aprovado pela Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei Complementar traz uma série de exigências para esse tipo de serviço de transporte. Representantes da Uber alegam que, se o texto for aprovado no formato que veio da Câmara, o serviço será extinto. Eles defendem que haja uma regulação, com delimitação de regras claras para o usuário, o motorista e a empresa, mas pedem que o texto siga um caminho menos apressado no Parlamento.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.