Moro diz que se forem comprovadas irregularidades, ele deixa o Governo

“Não tenho apego ao cargo em si. Apresente tudo e, se houver alguma irregularidade, eu saio”, disse

Foto: Reprodução

Durante sessão no Senado, nesta quarta-feira, 19, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, disse que deixa o Governo caso sejam comprovadas irregularidades em conversas divulgadas pelo site The Intercept, no que ficou conhecido por “Vaza Jato”.

O portal, fundado pelo jornalista Glenn Greenwald, tem divulgado conversas vazadas do Telegram em que, supostamente, o ex-juiz da Lava Jato troca orientações sobre a operação com o chefe da força-tarefa, o procurador Deltan Dallagnol.

A fala foi feita em resposta ao questionamento do senador Jaques Wagner (PT-BA), que perguntou, especificamente, se ele abriria mão do posto. “Não tenho apego ao cargo em si. Apresente tudo e, se houver alguma irregularidade, eu saio. Mas não houve, eu sempre agi dentro da Lei”, garantiu.

Moro presta esclarecimentos na CCJ do Senado desde as 9h28 da manhã e tem respondido a questionamentos dos parlamentares sobre a operação Lava Jato e as recentes divulgações.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.