Ministro Ricardo Veléz é demitido via Twitter e Bolsonaro anuncia substituto

Novo titular da Educação é professor e já se envolveu em polêmicas ao defender luta contra ‘dominação comunista’

Foto: Reprodução | MEC

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) usou as redes sociais para anunciar o nome do novo ministro da Educação e para agradecer Ricardo Vélez “pelos serviços prestados”.

“Comunico a todos a indicação do Professor Abraham Weintraub ao cargo de Ministro da Educação. Abraham é doutor, professor universitário e possui ampla experiência em gestão e o conhecimento necessário para a pasta. Aproveito para agradecer ao Prof. Velez pelos serviços prestados”, tuitou o presidente.

Novo ministro

O professor Abraham e seu irmão Arthur Weintraub ficaram conhecidos após brigarem com alunos da Unifesp, por conta do alinhamento ideológico com Bolsonaro. “Durante o século XX, mais da metade das pessoas do mundo viveram sob alguma forma de terror. Hoje, a América do Sul, e o Brasil em particular, faz parte do espaço vital de uma estratégia clara para a tomada de poder por grupos totalitários socialistas e comunistas”, disse Abraham à época.

Os irmãos Weintraub também já declararam estarem engajados na luta para que o Brasil não se torne uma Venezuela. “O Foro de São Paulo é uma realidade! As FARC eram convidadas de honra. O crack foi introduzido no Brasil de caso pensado. Vejam os arquivos, está na internet!”, disse o novo ministro. (Com informações do Estadão)

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Celso

Bom dia. Lembrando que apesar da citação do Bolsonaro, o novo ministro não é doutor, ele e mestre.