Ministro da Educação lançará consulta pública sobre novo modelo de Enem

Exame passaria a ser agendado e contaria com um banco de dados com 8 mil questões por área de conhecimento, em sistema parecido com a prova teórica do Detran

O ministro da Educação, Cid Gomes, afirmou nesta sexta-feira (30/1) que um novo modelo de realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será colocado em consulta pública nas próximas semanas. O exame passaria a ser agendado e feito online, com o auxílio de um banco digital de questões.

O Enem é obrigatório para o ingresso em universidades federais e é aplicado simultaneamente em todo o país. Só na edição 2014, o teste teve 8,7 milhões de inscritos.

Em uma visita ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), o ministro destacou a importância da consulta pública que será um “pré-requisito para se pensar em um Enem online, que é ter um grande banco de questões”.

Cid Gomes propôs um banco de dados com cerca de 8 mil perguntas para cada uma das áreas (linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias; e ciências da natureza e suas tecnologias). Esse banco pode ficar aberto ao público, para que o aluno possa estudar.

As questões da prova seriam sorteadas pelo sistema online, como ocorre na prova teórica do Detran, por exemplo.  “Se a pessoa aprender, com base nesse banco de dados, de 8 mil questões, ótimo. Se ela for capaz de decorar [as respostas], sem entender 8 mil quesitos é um gênio e merece uma vaga nas melhores instituições de ensino”, disse.

Vazamento

Outra vantagem do modelo proposto é que, segundo o ministro, as denúncias de vazamento seriam inibidas, já que cada prova seria exclusiva. Na última edição do Enem, o tema da redação vazou alguns momentos antes da prova e circulou em alguns grupos de WhatsApp de alunos no Piauí.

Sobre o caso, Cid Gomes esclareceu que o tema da redação foi antecipado para cerca de 30 pessoas de um grupo de rede social privada em telefones celulares, minutos antes da prova. “Há de se convir que 15 minutos [de antecipação de tema] não permite uma pessoa ter um desempenho melhor [na redação]”, defendeu.

*Com informações da Agência Brasil

2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Roney Gama da Costa

Sendo feito on-line, quem garante que as questões serão respondidas pelos alunos que pleiteiam vagas nas federais?

Andre

Pelo Amor dos meus filhinhos ….. fico aqui imaginando uma prova online em programas elaborados pelo Governo Federal, chega a me causar pavor. Tudo que se refere a tecnologias de informação federal não funciona. Ontem mesmo fiquei mais de 5 horas tentando alterar um dado que foi digitado errado no cadastro para inscrição no FIES. É só lembrar que todos os anos as reclamações com a lentidão do sistema do ENEM é enorme, o Brasil inteiro tem e teve problemas. Agora pensem uma prova online? E o amigo ai tem toda razão que garantiria que as questões serão respondidas pelo… Leia mais