Ministro da Educação e Vanderlan Cardoso comemoram lei que permite contratação de pessoal por universidades

“Toda conquista só se concretiza com a união de todos e foi isso que fizemos para conseguir essa vitória para as universidades supernovas”, disse Vanderlan no Ministério da Educação

“uma demanda antiga de seis universidades federais brasileiras”, disse o senador Vanderlan Cardoso | Foto: Divulgação

No Ministério da Educação, o senador Vanderlan Cardoso (PSD-GO) participou das comemorações pela sanção da Lei Complementar Nº 180 que aconteceram nesta terça-feira, 20. O senador goiano coordena o grupo de trabalho pela independência das universidades e afirmou  sentir-se grato com a aprovação do projeto que permitirá a contratação de pessoal por universidades federais supernovas (entre elas, as universidades de Jataí e Catalão).

“Hoje foi dia de agradecer o ministro da educação, Milton Ribeiro, e toda a sua equipe por atender uma demanda antiga de seis universidades federais brasileiras. Meus agradecimentos também ao deputado José Nelto, relator do projeto na Câmara, aos senadores Wellington Fagundes e Weverton, autores no Senado, e aos reitores que abraçaram essa causa. Tenho a honra de ser o coordenador do processo de autonomia destas universidades. Toda conquista só se concretiza com a união de todos e foi isso o que aconteceu”, disse Vanderlan Cardoso.

O ministro da Educação Milton Ribeiro também falou sobre a importância da sanção da Lei Complementar Nº 180 para o ensino superior brasileiro e agradeceu a todos os envolvidos. “O momento é de gratidão a todos os parlamentares, reitores e assessores envolvidos nessa luta. Pode parecer pouco, mas nós não tínhamos nada e hoje temos essa vitória”, disse o ministro. 

Projeto – De autoria dos senadores Wellington Fagundes e Weverton Rocha, o PLP 266/2020, que deu origem à Lei Complementar Nº 180, foi aprovado no Senado Federal no último mês de dezembro. A iniciativa abre o caminho para a realização de concursos públicos, pois além das universidades a lei beneficia também a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), que poderá abrir concurso para contratar profissionais de saúde nos hospitais universitários e ajudar na pandemia do coronavírus.

Supernovas – As chamadas universidades supernovas foram criadas pelo Ministério da Educação em 2019. São elas: Universidade Federal de Jataí (UFJ), Universidade Federal do Agreste de Pernambuco (Ufape), Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPar) e Universidade Federal de Catalão (UFCat) e Universidade Federal do Norte do Tocantins. A partir da criação, as universidades vêm lutando por sua autonomia administrativa e financeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.