MPE requere multa para coligação “Por Amor a Palmeiras de Goiás” por aglomeração durante propaganda de rua

Devido à Covid-19, município tem proibição de comícios, passeatas e reuniões presenciais ou de qualquer outro tipo com mais de 20 pessoas

Candidato a prefeitura de Palmeiras de Goiás, Vando Vítor | Foto: Reprodução/Facebook

O Ministério Público Eleitoral (MPE) de Palmeiras de Goiás, por meio do promotor Eduardo Silva Prego, requereu a aplicação de multa no valor de R$15 mil aos partidos da coligação “Por Amor a Palmeiras de Goiás”, após atos de propaganda que geraram aglomeração de pessoas na Avenida Humberto de Mendonça, no município.

Os candidatos presentes também poderão ser multados em R$10 mil pela participação ativa em atos de propagadas que descumprem com os moldes do dispositivo da decisão descumprida.

A 20ª Zona Eleitoral do Ministério Público Eleitoral de Palmeiras de Goiás havia tido tutela de ação de urgência concedida, em razão de medidas preventivas adotadas para o combate da Covid-19, a proibição de comícios na cidade, passeatas e reuniões presenciais ou de qualquer outro tipo com mais de 20 pessoas.

O chefe do Cartório Eleitoral esteve presente no local durante ato de propaganda e constatou o descumprimento da norma pelo partidos pertencentes à coligação. São eles: PSDB, PSB, PTC, Podemos, Avante, PP e Solidariedade.

Ainda, foi constatada a presença de Vando Vítor Lopes, candidato a prefeito pelo PSDB, e os postulantes a vereadores Luis Carlos Mota (PSDB), João Batista Machado (PSDB), e José Firmino de Almeida (PTC), todos pertences aos partidos que compõe a coligação “Por Amor a Palmeiras de Goiás”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.