Ministério do Trabalho interdita formalmente Mutirama

Após avaliação nesta quinta-feira (27/7), fiscais identificaram falta de atendimento a normas de segurança 

Entrada do Parque Mutirama | Foto: Marcelo Gouveia/ Jornal Opção

Auditores-fiscais do Trabalho decidiram interditar, na manhã desta quinta-feira (27/7), todos os brinquedos e, consequentemente, o Parque Mutirama. A decisão vem um dia após o grave acidente que deixou 11 feridos, dois em estado grave.

Segundo o responsável pela operação, auditor Rogério Silva Araújo, foram identificadas diversas irregularidades nas atrações, que colocam em risco a integridade física dos trabalhadores do local.

“Há clara falta de atendimento a itens da norma regulamentadora, em especial a NR-12, que versa sobre a manutenção e avaliações dos equipamentos. Além disso, a Agetul [Agência Municipal de Turismo e Lazer] não comprovou que existe um engenheiro responsável para fazer laudo técnico”, explicou ao Jornal Opção.

Com a interdição, a Prefeitura de Goiânia só poderá reabrir o parque quando comprovar que todas as irregularidades apontadas foram sanadas. Na última quarta (27), o prefeito Iris Rezende (PMDB) afirmou que decidiu fechar o parque por tempo indeterminado.

Segundo o auditor-fiscal, o Ministério do Trabalho já havia identificado irregularidades no Mutirama, mas como a fiscalização ainda estava em andamento, nenhuma medida foi tomada. “A ótica do ministério é com relação ao trabalhador, é diferente de uma vistoria dos Bombeiros, do CREA-GO”, completou.

Tragédia

Na tarde da última quarta-feira (26), 11 pessoas ficaram feridas, sendo três em estado grave, após um brinquedo no Parque Mutirama quebrar e arremessar visitantes no chão.

Segundo informações preliminares, a atração chamada “Twister”, que eleva cabines no ar e gira, sofreu uma pane, jogando as pessoas ao chão. Vídeos postados nas redes sociais mostram o desespero de quem estava no local após o ocorrido.

Responsável pelo Mutirama, o diretor Frank Fraga classificou o ocorrido como uma “tragédia” e garantiu que a manutenção é feita periodicamente. Segundo ele, o parque não seria fechado e seguiria funcionando normalmente.

No entanto, o prefeito de Goiânia, Iris Rezende (PMDB), que esteve no parque ainda na última quarta-feira (26), anunciou que o Mutirama seria fechado por tempo indeterminado até que as autoridades fizessem um laudo sobre a situação dos brinquedos.

O Conselho Regional de Engenharias (Crea-GO) abriu uma sindicância para apurar a tragédia e deve produzir um laudo técnico nos próximos dias. A Polícia Científica de Goiás também esteve no parque para avaliar as causas da suposta pane no “Twister”.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.