Médica do DF é suspeita de matar filho de 3 anos

Juliana de Pina Araújo, 34 anos, teria dado remédios de uso controlado para a criança e, na sequência, tentado se matar

Uma médica da rede pública de Saúde do Distrito Federal é suspeita de matar o próprio filho de apenas três anos de idade. Juliana de Pina Araújo, 34 anos, teria dado remédios de uso controlado para a criança e, na sequência, tentado se matar.

A criança chegou a ser socorrida e levada a uma unidade hospitalar, mas os médicos não conseguiram restabelecer os sinais vitais. A suspeita é de que o menino tenha morrido de overdose.

Segundo informações do site brasiliense “Metrópoles”, Juliana foi encontrada com ferimentos nos pulsos e no pescoço. Ela está internada no Instituto Hospital de Base (IHBDF), em Brasília

Ainda não há mais informações sobre as circunstâncias do crime.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rosaly Guimarães

Nosso país ainda está muito atrasado na atenção à saúde mental. Essa mãe certamente sofre de um mal muito grave e precisa de ajuda. Infelizmente a criança foi vítima fatal de algum transtorno mental grave. Que Deus ajude essa pessoa é sua família.