MDB rompe com Rogério Cruz e 14 auxiliares entregam cargos

Daniel Vilela diz que precisa defender o legado de seu pai, Maguito Vilela, e que o projeto idealizado por ele não está sendo seguido por Rogério Cruz

Foto: Felipe Cardoso / Jornal Opção

O rompimento entre o MDB e o Paço Municipal comandado pelo prefeito Rogério Cruz (Republicanos), que já era dado como certo por interlocutores e foi antecipado pelo Jornal Opção, foi sacramentado na manhã desta segunda-feira, 5. Em entrevista coletiva convocada pelo presidente estadual do partido, Daniel Vilela, 14 auxiliares entregaram seus cargos.

São eles: Alessandro Melo, Secretaria de Finanças; Agenor Mariano Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação; Carlos Júnior, Secretaria de Desenvolvimento); Pedro Chaves, Secretaria de Mobilidade; Murilo Ulhôa, CMTC; Célio Campos, Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia; Colemar Moura, Controladoria Geral do Município; Filemon Pereira, Secretaria de Direitos Humanos; Antônio Flávio, Procuradoria Geral do Município ; Leandro Vilela, Secretaria Extraordinária; Kleber Adorno, Secretaria de Cultura; Euler Morais Secretaria de Relações Institucionais; José Frederico Escritório de Prioridades Estratégicas; Gean Carlo Carvalho, Secretaria Executiva de Assuntos Estratégicos.

O rompimento acontece após série de mudanças promovidos por Rogério em cargos que o MDB considerava cruciais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.