MDB pode deixar Renan de lado e lançar Simone Tebet para presidência do Senado

Presidente nacional do partido tem colocado seu nome para disputa, em contradição ao costume da Casa de eleger um parlamentar do Nordeste

Luiz Carlos do Carmo | Foto: Arquivo

O senador Luis Carlos do Carmo (MDB), que entrou na vaga de Ronaldo Caiado (DEM) como suplente, disse ao Jornal Opção que seu posicionamento em relação à eleição do Senado será definida conforme deliberação do partido. Segundo o emedebista, a presidente nacional, Simone Tebet (MDB), manifestou interesse na disputa.

Carmo afirma, ainda, que isso será definido em reunião marcada para o dia 30 de janeiro. De acordo com ele, a ideia é que todos os 13 senadores da sigla votem em bloco, bancando um nome correligionário. Ao contrário do esperado, o goiano conta que quem mais tem se colocado como possível candidata é a sul-mato-grossense Tebet, e não o atual presidente, Renan Calheiros.

“Ele também tem direito de se candidatar, mas só quem falou comigo até agora foi a Simone”, explica. O senador ainda pontua que, tradicionalmente, quem disputa o cargo é um parlamentar do Nordeste e a candidatura de uma representante do Centro-Oeste diversificaria do que já é costume na Casa.

“Mas ainda tem muita gente querendo ser candidato, até eu quero ser, mesmo sabendo que minha chance é pequena”, revela. Carmo considera que todos os companheiros de sigla têm condições para isso, mas reitera que a decisão final só será definida no dia 30.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.